Conjuntivite Sintomas

Sintomas da Conjuntivite e o que é a Conjuntivite

Tem épocas do ano que são mais propícias a infecções como é o caso do verão, com aumento de temperaturas proliferam as infecções de forma mais frequente. Uma dessas infecções é a conjuntivite que é na verdade uma inflamação da conjuntiva, uma membrana que envolve a parte interna do globo ocular, ou seja, o branco dos olhos e também uma membrana que envolve o interior das pálpebras.  Confira  a seguir quais são os sintomas da conjuntivite.

conjuntivite-sintomas

A conjuntivite alérgica é uma alergia ocular que acontece junto ou separadamente da renite alérgica. É uma das formas mais comuns de alergia ocular. Mesmo sendo uma inflamação, a conjuntivite dependendo do caso pode causar infecções graves. Saiba mais sobre a doença e as formas de se prevenir.

A Conjuntivite é causada por alergenos, pólem de plantas e ácaros que acabam entrando em contato com os olhos através das. Quando há o contato com os olhos o corpo reage e produz anticorpos em contato com os alergenos iniciam uma reação alérgica. A conjuntivite também pode ser causada por reações alérgicas tanto a poluentes como a substâncias irritantes como exemplo, cloro de piscina, mas também podem ser ocasionada por vírus e bactérias. A conjuntivite causada por bactéria é a versão contagiosa da doença e também a que tem sintomas mais acentuados.

Os sintomas da conjuntivite começam quando há o contato entre os anticorpos e os alergenos porque o olho libera algumas substâncias causando os doloridos sintomas.

A conjuntivite causa lacrimejamento dos olhos, vermelhidão, coceira e ardor, a pele que fica ao redor dos olhos sofre descamação e fica vermelha, esses são os principais sintomas da conjuntivite. A alergia pode acontecer em apenas um dos olhos desde que não haja o contado dos alergenos nos dois, porém muitas das vezes um olho pode contaminar o outro se não receber os devidos cuidados.

Entre as recomendações para prevenir a conjuntivite está evitar aglomerações ou frequentar piscina onde a contaminação pode ser muito fácil; lavar as mãos com frequência, mas evitar também coçar os olhos com as mãos; usar toalhas de papel para quem precisar enxugar o rosto, a não ser que use a sua própria toalha; no caso do banheiro, troque com frequência a toalha do banheiro ou use toalha de papel. O mesmo conselho vale para a fronha dos travesseiros, trocar com frequência, já que fica em contato direto com os olhos; não compartilhe seus itens pessoais que tem contato com rosto e olhos como esponjas de maquiagem, pincéis de maquiagem, rímel ou qualquer outro produto de beleza que tenha contato com os olhos.