Colírio para Conjuntivite

Colírios e Remédios para Conjuntivite

A conjuntivite é uma inflamação que é bem comum no verão, pois tem todos os fatores propícios para a proliferação da inflamação, a começar pelo contágio que é maior com altas temperaturas. Confira quais são os melhores colírios para conjuntivite e trate assim que aparecer os primeiros sintomas.

A Conjuntivite alérgica é causada pelo contato de alergenos nos olhos seus sintomas são: coceira, lacrimejamento do olho e vermelhidão, acontecendo também de a pele que fica em volta dos olhos fica vermelha e descama. O diagnóstico da conjuntivite pode ser feito através de testes para alérgenos específicos, porém não é muito difícil diagnosticá-la.

O tratamento da conjuntivite: primeiramente a pessoa contaminada deve ficar longe das outras pessoas, pois ela é contagiosa, o tratamento deve ser feito com medicação com anti-histaminicos, se for só nos olhos pode ser tratado com colírios para Conjuntivite específicos, mas se houver outro tipo de alergia ao redor dos olhos na pele pode ser tratado com colírio, porém é necessário procurar orientação médica.

Nesta época assim como em qualquer momento, tenha cuidado com as mãos quanto à higiene e se foi contagiado (a) procurar tratamento médico e não se automedicar. Lembrando que para cada tipo de conjuntivite é indicado um tipo específico de colírio para conjuntivite. No caso da conjuntivite viral, os colírios recomendados são: Colírio Moura Brasil, Dunanson, Refresh (que é um tipo de lacrima artificial que ajuda a lubrificar os olhos e que é usado por quem usa lente de contato), Lacril, Cellufresh, Lacribell Colírio, Cellufresh, ecofilm Colírio.

Já no caso de conjuntivite bacteriana as conjuntivites são os seguintes: Biamotil Oculum, Dexafenicol, Cloranfenicol, Flumex, Polipred, Maxitrol e Vixmicina. Lembrando que no caso de colírio para conjuntivite bacteriana normalmente é à base de antibióticos e só podem ser adquiridos e prescritos sob receita médica.

No caso de conjuntivite alérgica, os colírios mais indicados são: zaditen, Cetotifeno e Decadron. Mas, lembrando que nunca se deve automedicar, ainda mais colírio que são remédios que vão a contato com os olhos. Procure orientação de um medico especialista se sente alguns dos sintomas e se cuidem.

Como Tratar a Conjuntivite Infantil

Conjuntivite Infantil – Sintomas e Tratamento

Ficamos com dó quando vemos uma criança doente ainda mais quando é uma doença dolorosa como a conjuntivite infantil. Saiba do que se trata e como tratar e se prevenir.

A conjuntivite é uma inflamação da membrana ocular que envolve a parte da frente dos olhos e interior das pálpebras que é bem comum no clima mais quente e seco do verão, época do ano mais favorável para proliferar a doença, mas saiba mais sobre esta doença que pode ter três tipos diferentes de conjuntivite.

Tem a conjuntivite viral que traz uma sensação de areia ou corpo estranho nos olhos e tem como sintomas um forte lacrimejamento e que pode ser grave, pois pode trazer lesões para a córnea, por isso deve ser bem cuidada.

Outro tipo de conjuntivite é a bacteriana que é a versão mais assustadora, pois esta causa uma secreção meio purulenta nos olhos e que “grudam” os olhos principalmente quando acorda. Também é comum que os olhos fiquem bem inchados.

Tem ainda a conjuntivite alérgica que causa uma coceira intensa e muito inchaço e que pode ser bem mais comum, ainda mais em que pessoas com olhos sensíveis como as crianças.

Existem vários tipos de conjuntivite, e a Conjuntivite Infantil é basicamente uma inflamação da membrana ocular. Ela é causada por bactérias que entram em contato com o olho podendo ser infecciosa, tóxica ou alérgica podendo ser contagiosa.

O contagio da infecção acontece também através de ambientes fechados com pessoas contaminadas, manipulação e utilização de objetos contaminados, contato direto com pessoas infectadas e até mesmo através da água da piscina ao contrário da conjuntivite alérgica que acontece com pessoas predispostas a alergias não sendo contagiosa.

Os sintomas da conjuntivite infantil é a vermelhidão nos olhos e nas pálpebras, coceiras, dor e inchaço. O tratamento da conjuntivite infantil não deve ser feito sem orientação médica, pois caso não seja tratada corretamente pode afetar a visão da criança permanentemente.

A conjuntivite é uma inflamação da membrana que reveste a parte frontal dos olhos e o interior das pálpebras e que pode ser conjuntivite bacteriana (causada por uma bactéria), conjuntivite viral (causada por um vírus) ou de causas alérgicas. Dependendo do tipo de conjuntivite a um uso de um
colírio e tratamento específico.

Mas, as conjuntivites têm alguns pontos em comum como ter agente de transmissão principal as mãos que podem ter todo contato com superfície contaminada, assim como outros objetos que podem ser transmissores como telefone, controle remoto, sabonete, toalhas que aumentam a chance de pegar o vírus ou bactéria.

Se em adultos a conjuntivite é incômoda ou que causa até dor, imagine em crianças, por isso a dificuldade de tratar. Entre os sintomas que as crianças mais sentem são: Olhos vermelhos e lacrimejantes, inchaço, sensação de areia ou de algo nos olhos, em alguns casos pode ter febre (no caso da conjuntivite bacteriano que traz muita secreção), incômodo grande com luz e pode ocasionar até dor de garganta, dependendo do quadro.